alt

 

 

 

STAGE / ETAPA 13
SANTA CLARA / VALE DA TELHA (ALJEZUR)

15 JUNE 2018

71 KM / 1484 M+

3

ALTIMETRY PDF / PDF ALTIMETRIA

 

DIÁRIO DA ETAPA DE UMA TRAVESSIA ANTERIOR

Quem fez a Travessia nunca poderá esquecer a 13ª e penúltima etapa SANTA CLARA - VALE DA TELHA  na extensão de 71 kms. É uma das mais difíceis e trabalhosas, com muitas subidas, algumas de extrema dificuldade como seja a passagem para o Algarve por cima da espinha montanhosa muito abrupta que se estende numa linha quase sempre à mesma altitude desde Odeceixe até à Serra de Monchique. Trata-se de uma subida com cerca de 3kms de extensão que sobe 300 metros de desnível nos últimos 1700 metros, o piso não é muito bom e progride-se serra acima aos zigue zagues com forte inclinação junto a cada gancho. Aqui temos já 30 kms dentro da etapa e até ao final vamos serpentiar subindo e descendo os montes cobertos de eucaliptos por caminhos de bom piso mas muito empoeirados nesta altura do ano. A 4 kms do Rogil deixa-se a serraria e entra-se num planalto que se estende até ao mar. Estes últimos Kms são muito rolantes. Depois de cruzar a nacional seguimos no single track junto ao canal e temos ainda o desafio da subida ao castelo de Aljezur. Logo que subimos ao planalto devido á influência do mar começamos a ser bafejados por uma brisa mais fresca vinda de Oeste. Lá para trás nos vales cavados entre montes ficava um dia muito quente e onde quase se evita respirar para não queimar os pulmões. Curiosamente fomo-nos dia a dia habituando ao calor, passamos a gerir duma forma restruturada a ingestão de líquidos e deixamos de pensar no calor, saboreando como sempre cada momento desta Travessia inesquecível, numa vivência e companheirismo que se foi construindo ao longo destes dias, fomentando um clima de boa disposição e jovialidade que decerto transbordará para além deste contexto.
Julgando pelas palavras amigas e de felicitações daqueles que connosco já estiveram nesta Travessia e que se deram ao trabalho (que muito agradeço) de a elogiarem, esta aventura está ser um sucesso, que em muito só é possível pelo bom excelente elenco constituido pelos participantes que são todos vós e que apostaram em gozar parte das vossas férias a pedalar connosco no país que fica por detrás dos placards de publicidade à beira das estradas, para além dos montes das antenas dos serviços de comunicações móveis, ignorado pelos agentes turísticos e só lembrado nas eleições mas mesmo assim pronunciando defeituosamente seus nomes.
A Travessia termina amanhã em Sagres sem que por uma só vez nestes últimos 14 dias se quizesse viver o momento seguinte. É isto a Travessia, querer viver o momento seguinte só acontece ao 15º dia quando esta já acabou e se começa a pensar na do próximo ano.
Um abraço
António Malvar

  

SEE ALL / VER TODAS

NEXT / SEGUINTE